1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Reportagem sobre preservação do Cerrado vence 2º Prêmio Tetra Pak de Jornalismo Ambiental

Trabalhos exploraram viabilidade de manter o crescimento econômico sem provocar a destruição do meio ambiente

A estudante de Jornalismo Sarah Teófilo Marcelino, da Pontifícia Universidade Católica de Goiânia (PUC-GO), foi a vencedora do 2º Prêmio Tetra Pak de Jornalismo Ambiental, realizado em conjunto com a Semana Estado de Jornalismo Ambiental.

O anúncio foi feito nesta sexta-feira (22), em São Paulo, pelo diretor de Desenvolvimento Editorial do Estadão, Roberto Gazzi, e pela gerente de Relações Institucionais da Tetra Pak, Daniela Alves. Os trabalhos inscritos exploraram a viabilidade do crescimento econômico sem destruir o meio ambiente. Os seis finalistas farão uma viagem, organizada pela Tetra Pak, para visitar áreas florestais no Paraná.

A universitária Sarah Marcelino, de 21 anos, terá sua reportagem publicada no jornal O Estado de S.Paulo na edição deste sábado (23). Como prêmio, a vencedora receberá uma viagem para Austin, nos Estados Unidos, onde participará de um programa de estágio personalizado no Centro Knight para o Jornalismo nas Américas, da Universidade do Texas.

Confira as seis reportagens finalistas do prêmio nos links abaixo:

Fazendas em Goiás mantêm a esperança da preservação do Cerrado

Ilha de Maré sofre com contaminação por metais pesados

Coleta seletiva em São Paulo dá novo rumo a resíduos recicláveis

Lenha ecológica ajuda a combater desertificação da caatinga

Nova tecnologia pode revolucionar agropecuária brasileira

Preservação da bacia do Guarapiranga abre mercado para agricultura sustentável

Finalistas do 2.º Prêmio Tetra Pak de Jornalismo Ambiental
Finalistas do 2.º Prêmio Tetra Pak de Jornalismo Ambiental