Zoólogos descobrem maior variedade de espécies de morcego

Variedade pouco comum de espécies estava em uma região de poucos hectares na bacia amazônica do Equador

Efe

14 Julho 2008 | 15h41

Uma equipe de zoólogos alemães descobriu, em uma mata do leste do Equador, a maior variedade conhecida de morcegos, mais de uma centena de espécies diferentes em um espaço relativamente pequeno.   Um porta-voz do Instituto Leibniz de Investigações Zoológicas (IZW) informou nesta segunda-feira, 14, que a variedade pouco comum de espécies de morcegos estava em uma região de poucos hectares na bacia amazônica equatoriana.   "A selva do Parque Nacional de Yasuní é conhecida por ter uma das maiores concentrações globais de biodiversidade com um grande número de plantas, insetos e aves", disse Christian Voigt, cientista da IZM.   Ele disse que a equipe alemã esperava encontrar uma grande variedade de espécies de morcegos, "mas os resultados nos surpreenderam. Essa selva é extremamente rica em espécies, também de morcegos."   O especialista acrescentou que as regiões de clima temperado chegam a abrigar entre três e dez espécies, enquanto que nas matas tropicais esse número pode multiplicar-se por 10.   No caso da selva amazônica equatoriana, os cientistas, que publicaram seus resultados na revista Biological Journal of the Linnean Society, querem entender como podem tantas espécies conviver em um espaço tão pequeno.

Mais conteúdo sobre:
meio ambiente morcegos

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.