TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO
TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO

Zoológico de São Paulo abre as portas para passeios ao por do sol

Na primeira edição do evento batizado de Sunset Zoo Party, o Zoológico terá um passeio monitorado com biólogos, um espetáculo no teatro ao ar livre e uma festa

Juliana Diógenes, O Estado de S.Paulo

24 Novembro 2018 | 03h00

SÃO PAULO - O​ mês de dezembro já vai começar com cara de verão no Zoológico de São Paulo, na zona sul da cidade. O por do sol no dia 1º de dezembro, que cai em um sábado, terá eventos a céu aberto em um dos locais remanescentes de Mata Atlântica na capital paulista, que reproduz o habitat natural de animais. Na primeira edição do evento batizado de Sunset Zoo Party, o Zoológico terá um passeio monitorado com biólogos, um espetáculo no teatro ao ar livre e uma festa com a presença do chef mirim Eduardo Prado, ex-Masterchef Júnior.

Com atividades que serão aulas práticas de história e biologia, com diversão e arte, a proposta ​é abrir o Zoológico após o por do sol para mostrar​ ​"um zoo que você nunca viu", ​mote do evento, que será voltado para a família. ​Com cerca de 3 mil animais, o Zoológico de São Paulo é considerado um dos maiores da América Latina e lança o evento como parte da comemoração dos 60 anos do espaço. 

​​A​ primeira parte da Sunset Zoo Party será uma trilha de aproximadamente ​dois quilômetros para conhecer animais como lontras, hipopótamos e jacarés. O ​local ​ocupa uma área de aproximadamente 900 mil metros quadrados em uma Unidade de Conservação, o Parque Estadual das Fontes do Ipiranga (PEFI). O ​Zoológico​ é um dos importantes fragmentos da Mata Atlântica da cidade.​ ​Comandado por biólogos ​e educadores ​do ​local​, o​s participantes​ v​ão​ fazer um passeio na história. Isso porque às margens desse rio foi declarada a Independência do Brasil. Ali, o hino brasileiro será reproduzido de forma mais "natural", com sons e imagens da natureza. 

Na trilha, o parque vai mostrar os cuidados com a água, como o funcionamento de suas estações de tratamento. A Fundação Parque Zoológico de São Paulo opera desde 2007 a Estação de Tratamento de Efluentes e a Estação de Tratamento de Água (ETA) - esta última produz água de reuso para as atividades de limpeza, do manejo de animais e do abastecimento de bacias sanitárias. Também funciona no local uma unidade de produção de composto orgânico para produção própria de hortaliças, forrageiras e outros alimentos para os animais.

Dois quilômetros depois, a caminhada desemboca na Arena Cultural - um teatro ao ar livre - com o espetáculo Bichos do Brasil. A Companhia Pia Fraus traz aos participantes um espetáculo que destaca, na música e na coreografia, a riqueza da natureza brasileira. Com uso de instrumentos naturais como cabaças, bonecos fazem um show de cores e luzes.

Em seguida, o evento se encerrará em uma festa, que ficará por conta do DJ Rodrigo Bento, residente do coletivo Pilantragi, com set voltado para a música brasileira: do samba ao groove, do regionalismo ao rock. O evento será no Espaço Dom Pedro, uma área de arquitetura histórica em meio à Mata Atlântica. Além do DJ, o local terá atividades culturais como a exposição de painéis da série Bichos do Brasil, da artista plástica Walkiria Barone, e um food park com a presença de Eduardo Prado, o chef mirim.

Ainda não foi definida uma data para a próxima Sunset Zoo Party. Segundo a Divisão de Educação e Difusão do Zoológico, o evento do próximo dia 1º será o termômetro para avaliar se haverá demanda por outras edições. Na próxima semana, o Zoológico divulgará a programação tradicional de férias, que não possui relação com a festa do dia 1º.

A Sunset Zoo Party foi idealizado pelo Circuito Rios e Ruas, um projeto que propõe passeios para a retomada da paisagem por onde correm os rios da cidade. O Circuito nasceu durante a crise hídrica de São Paulo, em 2014, quando a cidade teve problemas de abastecimento. O ingresso da Sunset Zoo Party custa a partir de R$ 72 para crianças e R$ 129 para adultos. O estacionamento e a alimentação não estão incluídos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.