Vulcão Anak Krakatau expele pedras e lava na Indonésia

A última erupção do Anak Krakatau foi em junho de 1994, causando a morte de uma pessoa

EFE,

09 de novembro de 2007 | 15h46

O vulcão Anak Krakatau, no estreito de Sonda, que separa as ilhas indonésias de Java e Sumatra, começou a expulsar lava, pedras incadescentes e uma coluna de fumaça de mais de 700 metros de altura, disseram especialistas.   O Anak Krakatau permanece há cerca de vinte dias no nível laranja de alerta - o segundo mais grave -, que implica em que poderia entrar em erupção nas próximas duas semanas.      Os vulcanólogos do posto de controle do Anak Krakatau, na localidade de Pasuran, disseram à agência oficial Antara que nesta quinta-feira à noite a montanha começou a entrar de novo em erupção e foram registradas cerca de 200 erupções vulcânicas, além de quatro terremotos vulcânicos profundos, outros 49 superficiais e 18 tremores.      "Se não diminuir o número de erupções e tremores vulcânicos, a lava poderia chegar à terra que cerca o vulcão, e isso seria muito perigoso. Uma grande erupção poderia ser iminente", disse o chefe do posto de observação, Pak Anton, à imprensa.      A última erupção do Anak Krakatau foi em junho de 1994, com a morte de um cidadão americano.    Este vulcão foi gerado em 27 de agosto de 1883, quando a violentíssima explosão do vulcão Krakatau deu origem a esta nova formação.      Aquela erupção foi tão forte que foi ouvida na Austrália, a quase 4.000 quilômetros de distância, e causou a morte de mais de 36.000 pessoas, tanto pela lava e pelos movimentos de terra quanto pelas ondas gigantes de 36 metros de altura que geraram um tsunami nas áreas litorâneas.      A Indonésia fica sobre o Anel de Fogo do Pacífico, uma área de grande atividade sísmica e vulcânica, e o arquipélago tem mais de 400 vulcões, dos que pelo menos 129 estão ativos.

Tudo o que sabemos sobre:
krakatauindonésiavulcãoerupção

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.