Vietnamitas são presos transportando dois tigres vivos

Animais seriam usados para fazer remédio tradicional; outros quatro são achados mortos no porta-malas

Agência Estado e Associated Press,

09 de janeiro de 2008 | 13h40

Dois vietnamitas foram presos por tráfico de animais depois que dois tigres vivos foram encontrados no banco de trás de um veículo e quatro outros mortos e congelados em uma casa, informou a mídia estatal nesta quarta-feira, 9.   A polícia encontrou os animais sedados no carro que ia da capital Hanói para a cidade vizinha Ha Dong. Depois descobriram os quatro outros tigres na casa de Truong, o maior pesando 150 kg. Partes dos animais seriam usadas para fazer remédios tradicionais de alto valor, que muitos acreditam ser a cura para várias doenças. Truong disse à polícia que ele comprou os animais de um zoológico de Hanói.   Nguyen Thuy Mui, 48 anos, e Nguyen Quoc Truong, 43, foram presos segunda-feira depois que os dois tigres, pesando cerca de 50 kg cada, foram confiscados, de acordo com o jornal Thanh Nien.   Aparentemente Mui criou os dois tigres vivos desde filhotes em sua casa, depois de comprá-los há seis meses por 234 milhões de dongs (US$ 14.600). E os vendeu para Truong por 640 milhões de dongs (US$ 40.000). Os animais estavam em boas condições, disse Ngo Ba Oanh, diretor de um centro de salvamento em Hanói.   A população de tigres do país caiu drasticamente desde o final da Guerra do Vietnã, em 1975, devido ao encolhimento do habitat natural e à caça. Cerca de 100 tigres vivem hoje nas fronteiras do Vietnã com o Laos e Camboja, número muito distante dos milhares de antes do fim da guerra, de acordo com o departamento de florestas.

Tudo o que sabemos sobre:
Vietnãtigre

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.