Veneza quer que população evite água em garrafa plástica

Veneza, na Itália, está numa longa campanha para que as pessoas bebam a “água do prefeito”, como é carinhosamente apelidada a água da torneira.

O Estado de S. Paulo,

12 Novembro 2010 | 12h42

 

Em cidade com tantos canais, a remoção de lixo pontes e escadas é uma tarefa monumental, e coletar montanhas de garrafas plásticas é uma grande parte do trabalho. O governo também diz que beber água da torneira é uma forma de reduzir os impactos ambientais da cidade.

 

A noção de água potável em Veneza, cujos canais são conhecidos tanto por sua beleza quanto por sua imundície, pode soar estranha. Porém, como a maior parte das cidades italianas, Veneza obtém água de fontes naturais.

 

A campanha já deu resultado. Na segunda metade de 2008, a cidade coletou 260 toneladas de lixo plástico. No mesmo período de 2009, a quantidade caiu para 237 toneladas.

 

“Tentamos fazer as pessoas entenderem que nossa água é boa, além de ser mais sustentável. Mas não falamos ‘nunca beba água engarrafada’”, disse Riccardo Seccarello, da agência que gerencia o fornecimento de água. 194 litros é o que cada italiano toma de água engarrafada por ano

Mais conteúdo sobre:
Veneza Água Lixo Plástico Poluição

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.