Universidade vai investigar integridade de dados sobre clima

Mensagens vazadas pela internet colocam em dúvida veracidade de evidências sobre o aquecimento global

Agência Estado,

03 Dezembro 2009 | 15h15

A Universidade de East Anglia, do Reino Unido, disse que vai investigar se cientistas de sua prestigiada Unidade de Pesquisa Climática fraudaram dados sobre o aquecimento global. Milhares de correspondências que vazaram para a internet no final do mês passado têm sido consideradas por céticos do aquecimento global provocado pelo homem como provas de que os cientistas conspiraram para esconder evidências de que o fenômeno não é tão forte com se acredita.

 

Veja também:

linkUE diz que não há espaço para corte de 30% de CO2 no bloco

linkMerkel e Lula atuarão por acordo na cúpula de Copenhague

especialO mundo mais quente: mudanças geográficas devido ao aquecimento

especialEntenda as negociações do novo acordo  

 

A universidade disse que vai analisar os e-mails para ver "se há alguma evidência de manipulação ou supressão de dados". Anteriormente, a universidade havia prometido fazer uma investigação, mas não especificou o que ela abrangeria. O anúncio desta quinta-feira foi o primeiro reconhecimento de que os dados serão examinados.

 

A investigação também vai examinar os planos de segurança de dados da organização.As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
climadadosaquecimentofraude

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.