União Internacional lista mais 402 espécies como ameaçadas de extinção

Entidade internacional demonstrou especial preocupação com as palmeiras de Madagascar

O Estado de S.Paulo,

17 Outubro 2012 | 14h29

SÃO PAULO - A União Internacional para a Conservação da Natureza divulgou nesta quarta-feira, 17, a atualização da Lista Vermelha das espécies ameaçadas. A relação incluiu 402 espécies na categoria "ameaçado de extinção", totalizando 20.219. A lista completa tem 65.518 espécies (há outras categorias, como "quase ameaçado" e "extinto", por exemplo).

A maior preocupação demonstrada pela entidade foi com as palmeiras de Madagascar. A ilha tem 192 espécies que são encontradas somente lá. De acordo com o relatório divulgado pela União, durante a COP 11, 83% das palmeiras estão ameaçadas. "A situação das palmeiras de Madagascar é realmente terrível, principalmente porque a perda destas palmeiras impacta tanto na biodiversidade única da ilha quanto na sua população", disse Jane Smart, diretora da União Internacional.

A população local, principalmente a mais pobre, depende das palmeiras para construção de casas e, no caso de algumas espécies, para a extração do palmito usado na alimentação. O desmatamento visando áreas para a agricultura e a exploração madeireira são indicados como as principais ameaças para as espécies.

Primatas

Na segunda-feira, 15, a União Internacional divulgou a lista dos 25 primatas mais ameaçados de extinção do mundo. De acordo com a relação, seis destas espécies são da ilha de Madagascar. Duas delas, o macaco-caiarara e o bugio-marrom, são espécies encontradas no Brasil.

Mais conteúdo sobre:
Lista Vermelha IUCN

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.