UE se mostra satisfeita com presença de Obama em Copenhague

Bloco condiciona presença maciça de líderes mundiais para realização de um acordo no encontro da ONU

Efe,

26 Novembro 2009 | 11h03

O português José Manuel Durão Barroso, presidente da Comissão Europeia - órgão executivo da União Europeia (UE) -, se disse satisfeito pela presença confirmada do presidente americano, Barack Obama, à Conferência da ONU sobre a Mudança Climática, que será realizada em Copenhague mês que vem.

 

Veja também

linkLula conversa sobre fome e mudança climática com Kofi Annan

linkChina irá a Copenhague e levará meta de redução de emissões

linkEmissão do Brasil cresceu 62% entre 1990 e 2005

linkEUA vão propor corte de 17% em suas emissões

especial Entenda as negociações do novo acordo 

 

No entanto, Barroso não comentou a oferta dos Estados Unidos de reduzir as emissões em 17% até 2020 frente aos níveis de 2005, feita nesta última quarta-feira, 25, pela Casa Branca.

 

"É necessária a presença do maior número possível de líderes. Espero que outros sigam seu exemplo", afirmou Barroso. Ele espera que a realização de um acordo no encontro, dos dias 7 a 18, para substituir o Protocolo de Kioto, que expira no final de 2012.

 

No entanto, fontes diplomáticas europeias estranharam o fato de Obama ter anunciado que estará na capital dinamarquesa no dia 9, enquanto a maioria das autoridades confirmou presença em 17 e 18 de dezembro.

 

Quanto à oferta de Washington sobre a redução nas emissões, as fontes preferiram não fazer comentários até saber o que ela significa "na prática". "Não falamos sobre financiamento para atenuar as consequências da mudança climática nos países em desenvolvimento nem de transferência de tecnologia. Queremos detalhes mais específicos", acrescentaram.

 

A União Europeia (UE) se comprometeu a reduzir até 2020 suas emissões de dióxido de carbono (CO2) em 20% frente aos níveis de 1990, e se ofereceu a alcançar até 30% se outros países realizarem "esforços comparáveis".

Mais conteúdo sobre:
Uniao Europeia Obama Copenhague clima

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.