JB Neto/AE
JB Neto/AE

Total de focos de queimada no Brasil quase triplica na comparação com 2009

Mais de 600 focos atingiam unidades de conservação ambiental na terça-feira

estadão.com.br, estadão.com.br

15 de setembro de 2010 | 16h20

O total de focos de queimada no Brasil, acumulado até a terça-feira, 14, chegava a mais de 70.000 neste ano, um aumento de 185% na comparação com o mesmo período do ano passado. O período prolongado de seca faz com que 2010 seja o terceiro pior ano desde 2005, quando foram registrados mais de 90.000 focos.

 

As unidades da federação com maior número de focos de incêndio registrados são Mato Grosso, com 21.067 (elevação em relação a 2009 de 305%), Tocantins, com 11.845 (aumento anual de 543%) e Pará, com 10.111 (elevação de 113%), de acordo com relatório do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), que realiza monitoramento por satélite.

 

A maior elevação, em termos proporcionais, foi a do Distrito Federal, com um aumento de 608%, indo de 34 focos em 2009 para 241 agora em 2010.

 

Apenas neste mês, Mato Grosso registrou 7.608 novos focos, um aumento de mais de 600%; Tocantins, 4.476 (548%); e Pará, 2.659 (34%).

 

Mais de 600 focos atingem unidades de conservação ambiental, sendo 202 apenas na Estação Ecológica de Uruçuí-Una, no Piauí, de acordo com relatório do Ministério do Meio Ambiente sobre a situação na terça-feira, 14.

 

Em todo o Estado do Piauí, foram registrados até agora  1.991 focos, um aumento de 205% em relação ao ano passado.

Tudo o que sabemos sobre:
queimadasincêndiossecainpe

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.