Temporal golpeia Cuba; Flórida recebe avisos de furacão

Chuva e ventos fortes, com rajadas,golpearam o leste de Cuba na manhã do domingo quando atempestade tropical Fay aproximou-se da ilha, enquantoautoridades norte-americanas lançavam um alerta de furacão parapartes do litoral da Flórida. As autoridades cubanas ordenaram a retirada da população deáreas das províncias costeiras que se previa que seriamatingidas pelo Fay no domingo, antes de o temporal atravessar opaís caribenho e dirigir-se à Flórida, já tendo provavelmentechegado à intensidade de furacão. O Centro Nacional de Furacões dos EUA na Flórida informouque às 5h do domingo o Fay tinha ventos de 80 quilômetros porhora e estava próximo da costa cubana. Relatórios meteorológicos mostraram que a Estação Naval dosEUA em Guantánamo estava recebendo chuvas e ventos de até 83quilômetros por hora, com rajadas. Era possível que o Fay atingisse a ilha comunista duasvezes: no sudeste, perto de Guantánamo, e novamente no centroda ilha, quando começou uma virada para o noroeste e depoispara o norte. O centro de furacões dos EUA não prevê que o Fay virefuracão até depois de passar por Cuba. Os furacões têm ventosmáximos sustentados de pelo menos 118 quilômetros por hora. Os serviços meteorológicos cubanos previram chuvas de até20 centímetros decorrentes do temporal. As fortes chuvas do Fay mataram pelo menos cinco pessoas nailha de Hispaniola, dividida entre a República Dominicana e oHaiti. Uma dominicana de 34 anos morreu e dois sobrinhos dela, de13 e 5 anos, estavam desaparecidos depois de a picape em queviajavam mergulhar em uma ravina inundada pelas chuvas a 140quilômetros a leste de Santo Domingo. Quatro pessoas teriam morrido no Haiti, pelo menos trêsdelas afogadas nos rios que transbordaram por conta das chuvas. Foi lançado um alerta de furacão nas ilhas ao largo daFlórida e num trecho do sudoeste do litoral do Estado, com aprevisão de condições de furacão ocorrendo nas próximas 36horas. As autoridades nas ilhas da Flórida disseram que previamordenar a retirada dos turistas das ilhas na manhã do domingo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.