Tempestade tropical Nicole ameaça Cuba, Bahamas e Flórida

A tempestade tropical Nicole se formou nesta quarta-feira no noroeste do Mar do Caribe e pode provocar temporais no sul da Flórida, Cuba, Ilhas Cayman, Jamaica e Bahamas, informou o Centro Nacional de Furacões dos EUA.

KEVIN GRAY, REUTERS

29 de setembro de 2010 | 13h13

A Nicole está localizada 195 quilômetros a leste-sudeste de Havana, movimentando-se para noroeste com ventos sustentados de 65 quilômetros por hora.

Um alerta de tempestade tropical para a Flórida foi retirado depois que Nicole se encaminhou para o leste, mas ainda há o risco de chuvas fortes no Estado norte-americano, disse o centro de furacões, com base em Miami.

"A ameaça inicial da Nicole é de tempestade forte, especialmente sobre áreas montanhosas da Jamaica e de Cuba", disse o centro.

A previsão é que a tempestade fique distante do Golfo do México, onde estão concentradas as operações de petróleo e gás dos Estados Unidos. As chuvas mais fortes estão previstas para o lado leste, o que reduz a ameaça às plantações de laranja da Flórida.

Em Cuba, as chuvas mais fortes caíram sobre a região central da ilha, onde foram um alívio após um prolongado período de seca que provocou falta de água.

"Essa chuva é um presente do céu. Espero que continue por dois ou três dias", disse Mariela Díaz, funcionária de um escritório na cidade de Sancti Spiritus, onde o abastecimento de água estava interrompido.

Tudo o que sabemos sobre:
AMBIENTETEMPESTADENICOLE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.