Tartaruga em extinção é encontrada no Ceará

Especialistas acreditam que animal perdeu uma das patas quando foi capturado por pescadores; caça é proibida

Carmen Pompeu,

28 Dezembro 2009 | 14h13

Uma tartaruga da espécie Dermochelys coriacea, popularmente conhecida como tartaruga de couro, foi encontrada ontem na Praia do Morro Branco, em Beberibe, no litoral leste cearense, a 88 quilômetros de Fortaleza. Com quase dois metros e pesando cerca de 180 quilos, o animal estava sem uma das patas.

Técnicos do Ibama levaram a tartaruga para o município de Itarema, a 220 quilômetros de Fortaleza. Ela será tratada e, quando tiver condições, deverá ser devolvida ao mar.

 

Os especialistas acreditam que a tartaruga perdeu uma das patas quando foi capturada por pescadores, que, ao tentarem cortar a rede de pesca, acabaram ferindo o animal.

 

A tartaruga de couro é uma espécie ameaçada de extinção, que costuma desovar no litoral do Espírito Santo. O Ibama acredita que esta pode ter sido levada até Morro Branco pelas correntes marítimas.

 

Proteção

Em 2005, uma tartaruga da mesma espécie também foi encontrada em Morro Branco. O animal havia sido capturado por pescadores e também estava sem uma das nadadeiras. Ela foi tratada no Centro de Reabilitação de Mamíferos Marinhos da Associação de Pesquisa e Preservação de Ecossistemas Aquáticos (Aquasis) e pôde ser devolvida ao mar.

 

A tartaruga do couro está protegida internacionalmente e sua caça é proibida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.