Só 24 baleias das 80 encalhadas sobrevivem na Nova Zelândia

Os 80 animais estavam espalhados numa linha de 5 quilômetros de praia

AP

23 de setembro de 2010 | 17h00

Somente 24 das 80 baleias piloto encalhadas em uma praia remota da Nova Zelândia  sobreviveram a uma tempestade na primeira noite fora do mar, a despeito dos esforços desesperados dos voluntários para salvá-las.

 

Enormes ondas e ventos fortes castigaram a Baía dos Espíritos enquanto os voluntários lutavam para mover as sobreviventes acima da linha da maré. Foi o segundo encalhe em massa na região em um mês.

 

"Nesta manhã, 24 animais vivos foram removidos para acima da linha da maré, ficando fora de perigo", afirmou a porta-voz do departamento de conservação, Caroline Smith. "O clima está terrível lá. Temos ventos de 20 milhas e ondas de 2 metros, então nõa é possível recolocá-las no mar na Baía dos Espíritos". 

 

Os 80 animais estavam espalhados numa linha de 5 quilômetros de praia, disse a porta-voz do departamento de conservação. Os funcionários estavam planajendo utilizar grandes redes para içar os animais para caminhões e movê-los para a praia de Rarawa, uma hora ao sul do local onde encalharam, onde elas seriam devolvidas ao mar.

  

   

Os voluntários passaram a noite de quarta-feira na praia tentando manter as baleias resfriadas e úmidas. Um professor levou seus alunos à praia para ajudar a cobrir os cetáceos com lençóis e lonas.

 

O gerente do Departamento de Conservação Jonathan Maxwell disse que ao menos 25 animais já estavam mortos quando os funcionários chegaram na Baía no Sábado, e outros 15 morreram drante a noite. Outras 50 foram vistas na praia, e algumas delas voltaram sozinhas para o mar. Os funcionários sacrificaram os animais mais fracos e estressados.

 

"As baleias piloto têm laços sociais muito fortes e tentam ajudar umas às outras, por isso mais e mais animais ficam encalhados", disse Mark Simpson do Projeto Jonah, que protege mamíferos marinhos.   

   

Desde 1840, o Departamento de Conservação já registrou mais de 5 mil encalhes de baleias e golfinhos na costa neozelandesa. Os cientistas não conseguiram determinar por que as baleias continuam encalhando.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.