Ints Kalnins/REUTERS
Ints Kalnins/REUTERS

Sarkozy propõe manter Protocolo de Kyoto

Presidente francês chamou países a fechar tratado legal até junho de 2010

Reuters

17 Dezembro 2009 | 14h45

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, propôs nesta quinta-feira a manutenção do Protocolo de Kyoto, contrário à posição defendida até então pela União Europeia, durante discurso na plenária da COP-15, em Copenhague. "Então as pessoas querem manter Kyoto, 'ok', vamos manter Kyoto. Mas deixem-nos entrar em acordo quanto a um emquadramento político global ", disse ele aos delegados. 

 

A União Europeia quer que a Conferência do Clima da ONU aprove um novo tratado para substituir o Protocolo de Kyoto, porque o documento vigente hoje não exige nada de nações em desenvolvimento. Os países em desenvolvimento pedem a manutenção de Kyoto, e este é um dos maiores obstáculos para o bom andamento das negociações em Copenhague. "O tempo está contra nós, vamos mudar de postura", disse Sarkozy. "Uma falha em Copenhague seria uma catástrofe para todos e cada um de nós." 

 

"Nós precisamos de mudar de trajetória ou caminharemos para o desastre", disse, propondo uma reunião na quinta-feira à noite entre os "principais líderes" para finalmente começar a negociação sobre o texto de um compromisso sério"Se continuarmos, estamos indo em direção ao fracasso." 

 

Sarkozy chamou ministros e líderes a adotar um tratado completo sobre mudanças climáticas até junho de 2010. "Vamos dar a nós mesmos seis meses após a Conferência de Copenhague para transformar os compromissos políticos em um texto legal."

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.