Sarkozy promete a Brigitte Bardot apoio na defesa das focas

Na carta, o presidente francês se compromete a 'fazer de tudo' por proibição do comércio de foca na UE

Efe

23 Julho 2008 | 15h24

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, enviou uma carta para a fundação defensora dos animais da atriz Brigitte Bardot em que promete seu apoio para conseguir que a União Européia (UE) proíba o comércio de produtos derivados das focas.   A carta, mandada em 21 de julho, foi divulgada nesta quarta-feira, 23, na página de internet da fundação da atriz.   Sarkozy, cujo país está, neste semestre, na presidência rotatória da UE, se compromete na carta a "fazer de tudo" para que a proposta feita pela Comissão Européia seja adotada "o quanto antes" pelo Parlamento Europeu e pelo Conselho da UE.   A CE propôs nesta quarta-feira, 23, proibir o comércio de produtos derivados da caça de focas com métodos que inflijam dor desnecessária aos animais.   A norma impedirá a comercialização e importação, transporte e a exportação de produtos derivados de foca na UE.   Os principais afetados pela medida serão o Canadá, a Groenlândia e a Namíbia, que somam 60% dos 900 mil exemplares capturados por ano.   Esse é o "resultado de 30 anos de luta", diz nesta quarta, 23, a página na internet de Bardot, símbolo sexual dos anos setenta.

Mais conteúdo sobre:
focas UE Brigitte Bardot

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.