CPI dor Rios
CPI dor Rios

Rios do Rio não são limpos desde fevereiro

Relatório da CPI dos Rios será finalizado em duas semanas

Karina Ninni,

10 de dezembro de 2010 | 14h12

Os 252 rios que nascem e morrem na cidade do Rio de Janeiro estão sem manutenção desde fevereiro. Os contratos com as empresas responsáveis pelo serviço terminaram e não foram refeitos, o que deixou os rios vulneráveis à poluição e ao acúmulo de lixo. A denúncia é resultado da CPI técnica que a Câmara Municipal finaliza em duas semanas.

 

“Precisamos de contratos emergenciais enquanto não são feitas novas licitações, pois as chuvas começam em fevereiro, então tudo piora”, resume o vereador Paulo Messina (PV), relator da CPI.

Ele está preparando uma emenda orçamentária no valor de R$ 70 milhões para tentar colocar a manutenção dos rios no orçamento de 2011.

 

“Os rios nascem nos morros, que estão ocupados e sem cobertura vegetal. Quando eles descem, carregam terra, pedra e lixo, gerando assoreamento”, diz Messina. Depois de finalizado, o relatório da CPI será entregue ao prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB).

Mais conteúdo sobre:
Rio de JaneiroCPI dos rios

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.