Arquivo/AE
Arquivo/AE

Rio adota helicóptero para combater crimes ambientais

Aeronave custou R$ 5 milhões e será operado pelo Inea em parceria com a Polícia Militar carioca

Agência Brasil,

25 Fevereiro 2010 | 15h46

Um helicóptero comprado pelo Instituto Estadual do Ambiente do Rio de Janeiro (Inea) será usado para detectar crimes ambientais e combater incêndios no estado. Chamado de helicóptero verde, o equipamento custou R$ 5 milhões e será operado pelo Inea em parceria com a Polícia Militar.

 

Veja também:

linkEmbrapa e CNA lançam projeto para preservar biomas do país 

linkRoraima registra mais de 300 focos de queimada em 15 cidades

linkPolícia destrói pista clandestina em reserva ambiental no RJ

 

A aeronave já foi usada nesta quarta-feira, 24, pelo Inea para avaliar um incêndio que atingiu 1,4 mil metros quadrados do Parque Estadual dos Três Picos, no interior do estado, e para sobrevoar a Área de Proteção Ambiental (APA) Macaé de Cima, onde houve uma queimada.

 

O helicóptero tem autonomia para voar 3 horas e 20 minutos e capacidade para levar dois pilotos e quatro passageiros. A aeronave possui ainda uma bolsa de lona de 900 litros para captação de água e combate a incêndios florestais em áreas de difícil acesso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.