Recifes de coral podem desaparecer ainda neste século

Acúmulo de Co2 dissolvido nos mares torna a água mais ácida, o que prejudica a formação dos corais

Reuters,

06 Julho 2009 | 17h39

Oceanos cada vez mais ácidos e águas cada vez mais quentes, por causa das emissões de dióxido de carbono, podem extinguir os recifes dos mares até o fim deste século, advertem cientistas.

 

Os especialistas disseram, durante uma reunião em Londres, que a trajetória prevista das emissões representa um nível de 450 partes por milhão de dióxido de carbono na atmosfera em 2050, o que porá os corais em rota de extinção nas d´cedas seguintes.

 

Os cientistas reunidos representam universidades, centros governamentais e o Painel Intergovernamental para a Mudança Climática.

 

"A cozinha pegou fogo e o incêndio se espalha pela casa", disse em nota Alex Rogers, da Sociedade Zoológica de Londres e do Programa Internacional sobre o Estado do Oceano.

 

"Se agirmos de modo rápido e decisivo, poderemos apagá-lo antes que o dano se torne irreversível".

Os oceanos absorvem grandes quantidades de CO2 emitido pela queima de combustíveis fósseis. Mas cientistas dizem que os mares estão ficando mais ácidos, à medida que absorvem mais carbono, o que prejudica o processo de calcificação usado por criaturas marinhas para criar conchas e os recifes de coral.

Mais conteúdo sobre:
recifes coral co2 efeito estufa

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.