Reações de líderes e ativistas variam do conformismo à decepção

Obama admite que ainda há longo caminho a percorrer; Ban-ki-moon tenta mostrar otimismo

AFP, Reuters e Agência Brasil,

19 Dezembro 2009 | 20h14

Veja frases dos participantes da COP-15 e de ambientalistas:  

BARACK OBAMA, presidente dos EUA

“Pela primeira vez na história, as principais economias se uniram para aceitar sua responsabilidade e levar a cabo ações contra a ameaça da mudança climática”

“Percorremos um longo caminho, mas precisamos ir muito mais longe.”

BAN-KI-MOON, secretário-geral da ONU

“Talvez não tenha sido tudo que esperávamos, mas essa decisão da conferência (o acordo rejeitado pelo plenário) é uma etapa essencial”

“Os alicerces do primeiro acordo global para limitar os gases do efeito-estufa foram colocados nesta cúpula”

LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA, presidente do Brasil

“Gostaria de sair com o documento mais perfeito do mundo, mas, se não conseguimos fazer até agora esse documento, não sei se algum sábio ou anjo descerá neste plenário e conseguirá colocar na nossa cabeça a inteligência que nos faltou”

“Se for necessário o Brasil fazer um sacrifício a mais, estamos dispostos a participar do financiamento (aos países pobres)

“Quando pensarmos no dinheiro, não pensemos que estamos fazendo um favor, que estamos dando uma esmola. Porque o dinheiro que vai ser colocado na mesa é o pagamento das emissões de gases de efeito estufa de dois séculos de quem teve o privilégio de se industrializar primeiro”

HUGO CHÁVEZ, presidente da Venezuela

“Obama veio, falou e saiu pela porta de trás. Por certo, cheira a enxofre aqui, segue cheirando a enxofre neste mundo”

“Os ricos estão destruindo o planeta, será que pensam em ir para outro?”

IAN FRY, delegado das ilhas Tuvalu, que correm o risco de desaparecer com o aumento do nível dos oceanos

“Em termos bíblicos, parece que estão nos oferecendo 30 peças de prata para trair o nosso povo”

MARCELO FURTADO, diretor-executivo do Greenpeace Brasil

“As pessoas vão pensar que estiveram lá 120 chefes de Estado, algo sem precedente, e o problema não foi resolvido. Ficou claro que a sociedade quer resolver o problema e os chefes de Estado não resolveram”

“Os países mais vulneráveis, as pequenas ilhas, os mais pobres vão agora ter mais um ano de impactos ambientais, de pessoas sofrendo com esses impactos e ficando à deriva”

ERIK SOLHEIM, ministro do Meio Ambiente da Noruega

“Um passo à frente é muito melhor que dois passos para trás”

TIM JONES, representante do Movimento pelo Desenvolvimento Global

“Esse encontro foi uma completa confusão do início ao fim, culminando com um fracasso monumental que condenou milhões de pessoas no mundo a um sofrimento indescritível. Dizer que esse acordo é de alguma maneira histórico ou significativo é ignorar o fato de que ele não tem um conteúdo concreto. É totalmente sem sentido”

Mais conteúdo sobre:
planeta cop-15 copenhague

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.