Quase 500 quilos de carne de jacaré apreendidos no AM

Os animais seriam usados como isca para a pesca da piracatinga

23 Março 2012 | 20h24

Fiscais do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) apreenderam 481 quilos de carne de jacaré e mais 12  jacarés inteiros nos limites das Reservas de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Amanã e Mamirauá. Os animais seriam utilizados como isca para a pesca da piracatinga. A apreensão aconteceu durante a Operação Tambaqui, entre os dias 9 e 20 de março.

A operação percorreu o Rio Solimões nos trechos limítrofes à RDS Mamirauá e à RDS Amaná, tendo passado pelos territórios dos municípios de Alvarães, Uarini, Jutaí e Tonantins e pela orla dos municípios de Juruá e Fonte Boa, com incursão pelo Auati-Paraná que liga os Rios Solimões e Juruá, totalizando aproximadamente 900 quilômetros percorridos.

Além dos jacarés, foram encontrados quatro tracajás vivos, cinco macacos guaribas e dois macacos prego, todos mortos,  40 quilos de carne de veado, 390 quilos de sal utilizado na salga do pirarucu e do jacaré, armas e munições.

Os fiscais lavraram 6 autos de infração equivalentes a R$45.181,00 em multas, 29 termos de apreensão e/ou depósito, 14 termos de doação e/ou soltura e 2 notificações.

Todo o pescado apreendido foi doado às comunidades ribeirinhas da RDS Mamirauá e para a Secretaria Municipal de Assistência Social de Jutaí.  Os macacos guariba e prego abatidos foram doados para pesquisas do Grupo de Ecologia de Vertebrados Terrestres do Instituto Mamirauá.

Mais conteúdo sobre:
jacaréAmazonasapreensão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.