Adriano Machado/Reuters
Adriano Machado/Reuters

PSOL quer obrigar Salles a explicar suspensão de ações de combate a incêndios

Partido protocolou um requerimento com o pedido que precisa ser votado pela Casa

Camila Turtelli, O Estado de S.Paulo

23 de outubro de 2020 | 18h56

Brasília - O PSOL quer obrigar o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, a ser sabatinado pelo plenário da Câmara e prestar explicações sobre a suspensão de ações de combate aos incêndios florestais no Brasil. O partido protocolou um requerimento com o pedido que precisa ser votado pela Casa.

Como revelou o Estadão/Broadcast, o Ibama deu ordem para que todos os agentes de combate a incêndios do órgão ambiental em campo no País voltassem imediatamente para as suas bases a partir da meia-noite do dia 22. A ordem partiu da Diretoria de Proteção Ambiental, que opera o Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais.

"Em consequência ao desmonte da estrutura de fiscalização ambiental no nosso País, dados oficiais seguem apontando recordes de incêndios florestais no Brasil", diz o partido no requerimento apresentado à Câmara.

A Amazônia já sofreu, entre 1º de janeiro e o final de outubro, com 89.604 focos, ante 89.176 observados no ano passado, de acordo com registros do Programa Queimadas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Nos 22 dias de outubro, o total de pontos de incêndio, de 13.574, já é 73% superior ao observado nos 31 dias deste mesmo mês no ano passado. É também a maior taxa para outubro desde 2017.

No Pantanal, o total de queimadas neste ano já é mais que o dobro do observado em todo o ano passado no bioma, de longe o pior cenário desde o início dos registros, em 1998. E o Cerrado também começou a queimar mais agora em outubro, já superando em 52% os focos dos 31 dias de outubro de 2019.

Para ser aprovado, o pedido do Psol precisa ser votado e ter o apoio da maioria dos deputados para ser aceito. Caso aprovado, Salles é obrigado a comparecer na data que for determinada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.