Próximo papamóvel deve ser híbrido

O "papamóvel", veículo de transporte da maior autoridade da Igreja Católica, deverá ser híbrido. A montadora alemã Mercedes-Benz está trabalhando no veículo, que deve ficar pronto até o final do ano. A informação foi divulgada pelo porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi. O papamóvel híbrido combinará um motor a combustão e um propulsor elétrico. O motor elétrico é alimentado por uma bateria recarregável de íons de lítio. O papa Bento XVI tem se mostrado um entusiasta do meio ambiente: mandou instalar painéis solares no telhado de um dos auditórios do Vaticano. / ANDREA VIALLI e AFRA BALAZINA, com AP 

Planeta

24 Junho 2011 | 09h34

Mais conteúdo sobre:
papamóvelVaticano, híbrido

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.