Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Projeções urbanas marcam início de Virada Sustentável híbrida

Evento destaca necessidade de unir esforços e repensar ações no cenário da pandemia; programação vai até 18 de outubro

Paula Felix, O Estado de S.Paulo

16 de setembro de 2020 | 21h52

Projeto que surgiu durante a pandemia do novo coronavírus, as projeções de mensagens com intervenções artísticas em prédios do coletivo Projetemos marcaram o primeiro dia da Virada Sustentável na noite desta quarta-feira, 16. O Estadão é o portal oficial da Virada Sustentável 2020, que neste ano completa dez anos. O evento promove reflexões sobre biodiversidade, consumo consciente e cidadania com fóruns e intervenções artísticas. Neste ano, haverá atividades presenciais e online.

Projecionistas, os amigos Mozart Santos, Felipe Spencer e Brunna Rosa se viram sem poder sair de casa por causa do isolamento social, mas a movimentação em seus bairros desencadeou uma inquietação. "Resolvemos fazer o que a gente já fazia, mas informando. Projetamos mensagens nos prédios educando e ensinando. Se tiver o meu bairro tranquilo, sem covid e com saúde, isso pode ir se expandindo", conta Santos.

O movimento cresceu. Conteudistas e ilustradores quiseram participar. Depois, pessoas que não atuavam na área também se interessaram e até queriam comprar projetores para replicar a ideia. Cocriador do Projetemos, que está participando pela primeira vez da Virada Sustentável, Santos diz que a proposta é levar para as paredes o que as pessoas gostariam de falar. "Vários artistas foram convocados para criar obras e vamos projetar as artes deixando claro e em uma parede gigante o que estão falando e sentindo", disse. "É uma poesia visual."

Juntos, sem aglomerar

O prefeito Bruno Covas (PSDB) destacou a importância do compromisso com a sustentabilidade durante a abertura do evento. Com a versão híbrida por causa da pandemia, Covas disse que um desafio será fazer o evento “aproximando sem aglomerar”. “A Virada, que sempre teve como mote falar em desenvolver sem poluir, tem o desafio de ser feita aproximando sem aglomerar. Neste ano, que vivemos uma pandemia, que ela poderia se focar no ‘olha, eu avisei’, porque a pandemia tem a ver com os desastres ecológicos que colecionamos ao longo do tempo, a Virada vem com ideias para propor uma economia verde, incentivar mais a economia de baixo carbono e criativa."

Idealizadora do evento, Mariana Amaral diz que a elaboração da programação, que s vai até 18 de outubro, foi desafiadora, mas pensada para levar adiante os propósitos da iniciativa. “A gente se juntou com a missão de outras pessoas que estão pensando em sustentabilidade. E não podemos desistir de criar um mundo mais amoroso e sustentável.”

O secretário municipal de Turismo, Miguel Calderaro Giacomini, afirma que o novo formato ajudará a difundir as propostas do evento para locais que não recebiam as ações do evento. “Essa Virada híbrida, neste momento impactante que estamos vivendo, vai alcançar públicos que talvez a gente não alcançasse de forma tradicional."

Parceiros do evento também participaram da abertura, que foi virtual. Jorge Soto, diretor de desenvolvimento sustentável da Braskem, diz que a união se deu por “comunhão de propósitos”. “Temos de pensar em regenerar o futuro. O momento que estamos vivendo nos empurra a repensar.”

“Nesta pandemia, paramos de fazer a rotina e o trabalho como vínhamos fazendo. Isso tem sido muito intenso na reflexão de pessoas e empresas. Acredito que, neste ‘refuturo’, estaremos mais fortes e mais unidos”, disse o vice-presidente de sustentabilidade e suprimentos da Ambev, Rodrigo Figueiredo.

Haroldo Machado Filho, assessor sênior do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento no Brasil (Pnud Brasil) destacou ainda a "capacidade de adaptação e resiliência da Virada”. A presidente do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável, Marina Grossi, relembrou os impactos do desmatamento e falou sobre a importância de combater esse problema. “Todos os empresários estão dizendo que podemos preservar e produzir. Vamos acabar com o desmatamento ilegal separando o joio do trigo, porque é uma minoria que faz isso.”

Carlo Pereira, secretário executivo do Pacto Global, citou uma campanha da entidade que dialoga com a proposta da Virada. “Bom seria que a gente não tivesse tido a pandemia, mas este é um momento muito importante, uma oportunidade única para pensar. Estamos com a campanha ‘Não Volte’ no sentido de não voltar a ter as mesmas práticas que a gente tinha.”

 

Serviço

Virada Sustentável

De 16/9 a 18/10

Site: www.viradasustentavel.org.br

Instagram: @viradasustentavel

Facebook: facebook.com/viradasustentavel

Youtube: https://www.youtube.com/user/ViradaSustentavel

Destaques do evento

Juntes Recriamos o Futuro

Projeção de mensagens em empenas de vários prédios executada pelo coletivo Projetemos.

Quando: 17 de setembro, quinta-feira

Onde: São Paulo

1. Vila Madalena - Rua Medeiros de Albuquerque, 431

2. Santa Cecília - Rua Helvetia, 980

3. Consolação - Rua Caio Prado, 30

4. Vila Deodoro -  R. Santa Flora

5. Perdizes - João Ramalho, 1494

6. Planalto Paulista - Alameda dos Tacaúnas, 547

7. Vila Mariana - Esquina da Rua Cubatão, 38 com a Rafael de Barros no início da Vila Mariana

8. Barra Funda - Rua Turiassú, 1036

9. Vila Buarque - Rua Maria Antônia, 77

10. Centro - Rua Augusta, 541  

Eggcident

Instalação de ovos gigantes do artista holandês Henk Hofstra que remete ao aquecimento global e às mudanças climáticas

Olha pro Céu, meu Amor

Intervenção com frases de reflexão e inspiração

Onde: Largo da Batata

Quando: De 17 a 20/9

Cem Minas na Rua

Durante quatro dias, 22 artistas vão grafitar um muro de 150 metros. Além de diferentes estilos, a curadoria selecionou artistas negras, mães, trans e moradoras da periferia

Quando: De 1 a 04/10

Onde: Rua Doutor Adelino Chaves, Lapa   

Carreata Poética

Com um carro de som, serão recitados trechos do livro Quarto de Despejo, de Carolina Maria de Jesus. A atração contará com a participação de nove poetas do Grajaú, na zona sul da capital, e da filha da autora

Quando: 3/10, das 13 às 15 horas

Onde: Do Centro Cultural Grajaú até o Museu de Arte de São Paulo (Masp)

Cine Drive-in

Serão duas sessões diárias no estacionamento do Shopping Center Norte. Haverá a exibição dos filmes A Odisseia dos Tontos, Bingo: o Rei das Manhãs, Chorar de Rir, Talvez uma História de Amor, Motorrad, Hebe: a Estrela do Brasil e Trash: a Esperança Vem do Lixo

Quando: De 7 a 12/10, com sessões às 18h30 e às 21 horas  

Onde: Shopping Center Norte

Vagas: 100 por dia. Inscrição para retirada de ingressos: @viradasustentavel  e viradasustentavel.org.br

Jaguar Parade, Eu Era Outra Selva e FlorestAR_devir floresta :: A vida é uma Utopia

O Minhocão vai receber três intervenções artísticas. A Jaguar Parade destaca a importância da onça pintada. Já Eu Era Outra Selva reproduz a sensação de estar na floresta por meio de 200 guarda-sóis estampados. A proposta de FlorestAR_devir floresta :: A vida é uma Utopia é levar os sons da floresta para o local

Quando: De 17 a 18/10

Onde: Minhocão

Online:

Kate Raworth - Economia Donut

Palestra e debate com a economista britânica Kate Raworth, criadora do conceito economia donut, que revê o modo como é pensado o futuro do capitalismo

Quando: 18/9, das 14 às 15 horas

Inscrição pelo site da Virada Sustentável  

William McDonough  - Do Berço ao Berço

Palestra e debate com um dos criadores do conceito de economia circular, o arquiteto norte-americano William McDonough. Ele é coautor do livro Do Berço ao Berço, que propõe eliminar a geração de resíduos, transformando todo o material descartado em nutriente para a natureza (biológico) ou para a indústria (técnico)

Quando: 21/9, das 14 às 15 horas

Inscrição pelo site da Virada Sustentável   

O Amanhã da Paz - Meditação Global

No Dia Internacional da Paz será realizado um momento de meditação com lideranças espirituais e religiosas, além de porta-vozes da cultura de paz, como Monja Coen (Zen Brasil) e Tadashi Kadomoto (Instituto Tadashi Kadomoto)

Quando: 21/9, às 20h

Transmissão pelo @viradasustentável e perfis dos participantes disponíveis no site da Virada Sustentável 

Elza Soares

A cantora Elza Soares vai falar sobre a existência e a resistência da mulher negra

Quando: 30/9, das 18 às 19 horas 

Inscrição pelo site da Virada Sustentável

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.