Remy de la Mauviniere/AFP
Remy de la Mauviniere/AFP

Presidente francês alerta para 'risco de fracasso' da Rio+20

François Hollande diz que a crise econômica pode desviar a atenção dos problemas ambientais

Efe,

08 Junho 2012 | 12h35

PARIS - O presidente da França, François Hollande, alertou nesta sexta-feira para o "risco de fracasso" da Conferência da ONU sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), e destacou que a situação econômica europeia ou crises internacionais como a da Síria não devem fazer com que os problemas ambientais sejam deixados de lado.

"A Rio+20 vai ser difícil. Sabemos que há riscos, riscos de discursos que não se transformem em atos; riscos de divisão entre países ricos, países emergentes e países pobres; e também o risco do fracasso", afirmou Hollande na abertura de um fórum em Paris dedicado à preparação da conferência internacional.

O chefe de Estado francês disse que um hipotético fracasso do evento que será realizado no Rio de Janeiro pode ser o resultado de negligência, de "deficiência, da tentação cômoda de ignorar os perigos: há uma crise da biosfera".

"O mundo está centrado agora na crise econômica, a crise financeira, inquieto por um certo número de conflitos como o da Síria", e isso pode desviar a atenção para "a grande urgência, a do meio ambiente".

Mais conteúdo sobre:
Rio 20 François Hollande

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.