Presidente-eleito da UE promete unir crescimento e meio ambiente

A União Europeia deve estimular o crescimento econômico sem abrir mão da luta contra a mudança climática, de modo a garantir a sobrevivência do seu modelo de sociedade e do planeta, disse nesta quinta-feira o primeiro presidente-eleito do bloco, Herman van Rompuy, que toma posse no próximo dia 1o.

REUTERS

10 Dezembro 2009 | 17h04

O ex-premiê belga apresentou suas propostas em um discurso em inglês, flamengo e francês a colegas de centro-direita em Bonn, na Alemanha, antes de ir a Bruxelas para participar de uma cúpula da União Europeia.

"A sobrevivência do modelo de sociedade e do planeta em si está em nossas mãos", disse Van Rompuy. "Devemos pelo menos duplicar nossas taxas ruins de crescimento econômico, de 1 por cento, que foram projetadas para a nossa economia..., a fim de garantirmos que o modelo social ao qual estamos tão ligados continue viável e possa sobreviver."

Van Rompuy apresentou publicamente poucas propostas concretas desde que foi eleito para o cargo pelos 27 países da UE, em 19 de novembro. Na quinta-feira, ele disse que o crescimento precisa ser "mais verde e mais baseado no conhecimento."

Ele deixou claro que a mudança climática será uma parte importante do seu trabalho no Conselho da UE, cujos líderes já prometeram reduzir as emissões de gases do efeito estufa em 20 por cento até 2020, em comparação aos níveis de 1990.

"A União (Europeia) é ambiciosa ao estabelecer este objetivo e generosa nos recursos que está disponibilizando aos países mais pobres para assegurar que eles também possam se tornar amigáveis com o clima," disse o belga.

"Mas outros países precisam fazer esforços comparáveis."

Van Rompuy disse também que a UE deve manter a perspectiva de adesão de países da ex-Iugoslávia, por se tratar da única garantia de paz estável na região.

Ele prometeu ainda trabalhar para que a UE, que representa quase 500 milhões de pessoas, supere as divisões entre ricos e pobres e entre países grandes e pequenos.

(Reportagem de Sarah)

Mais conteúdo sobre:
AMBIENTE UE PRESIDENTE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.