Chris Wattie/Reuters
Chris Wattie/Reuters

Premiê canadense confirma presença na cúpula sobre clima

Principal grupo de oposição no governo do Canadá diz que primeiro-ministro 'está seguindo passos dos EUA'

Efe,

27 Novembro 2009 | 15h05

O primeiro-ministro canadense, Stephen Harper, estará presente à Conferência da ONU sobre a Mudança Climática, marcada para dezembro em Copenhague, confirmou nesta sexta-feira, 27, seu porta-voz, Dimitri Soudas.

 

Veja também:

linkChina condiciona checagem de emissões a apoio internacional

linkDeclaração de Manaus serve para 'balizar' posições em Copenhague, diz Lula

link'A gente fala menos e faz mais', diz Lula sobre meta do clima

 

A confirmação ocorre um dia depois de Harper ter condicionado sua ida a Copenhague à realização de uma reunião dos principais líderes mundiais. O ministro do Meio Ambiente canadense, Jim Prentice, não soube dizer quando Harper viajará para a cúpula, que será realizada entre os dias 7 e 18 de dezembro.

 

O líder do Partido Liberal, o principal grupo da oposição, Michael Ignatieff, disse que Harper simplesmente está seguindo os passos dos Estados Unidos.

 

A Casa Branca anunciou nesta quinta-feira que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, chegará à conferência no próximo dia 9 para comunicar a oferta americana de redução de 17% nas emissões do país até 2020 em relação aos níveis de 2005.

 

"Obama decidiu ontem (quinta-feira) e Harper decidiu que precisava recuperar terreno. Mas é sempre igual com os conservadores. Não fazem nada pelo meio ambiente até o último minuto e só por razões políticas", afirmou Ignatieff.

 

Desde que chegou ao poder em 2006, o conservador Harper foi duramente criticado por organizações ambientais e partidos da oposição por sua recusa a manter os compromissos adquiridos pelo Canadá em termos de reduções de emissões sob o Protocolo de Kioto.

 

Harper, que chegou a chamar o Protocolo de Kioto de "montagem socialista", sustenta que as reduções danificariam a economia canadense e que o país não apoiará nenhum tratado que não envolva compromissos firmes para China e Índia, entre outros países em desenvolvimento.

Mais conteúdo sobre:
Canada Copenhague clima

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.