Praga de taturanas ataca pastagens e lavouras no Texas

A taturana, que é a lagarta da mariposa noturna, faz o pior dano no outono do hemisfério norte

AP,

17 Outubro 2008 | 18h00

Fazendeiros do Texas (EUA) estão em guerra contra taturanas, enquanto um número formidável das criaturas vorazes ataca campos e pastos. "Há provavelmente mais taturanas neste ano do que em anos anteriores", disse o entomologista  Allen Knutson, da Universidade Texas A&M.   A taturana, que é a lagarta da mariposa noturna, faz o pior dano no outono boreal, quando os insetos atingem o auge do tamanho, com quase cinco centímetros. Eles devoram qualquer planta, mas preferem gramíneas, especialmente os campos bem tratados de feno e pastagem do Texas.   "A menos que o fazendeiro observe com cuidado, ele não perceberá que tem um problema até que seja tarde demais", adverte Knutson. "O campo pode ser consumido pelas taturanas da noite para o dia. O fazendeiro passa e diz, 'deus, perdi minha safra'".   Essas taturanas são chamadas, nos EUA, de "armyworms" (vermes-exército), porque atacam em grande número e, depois de limpar um campo, "marcham" em massa, por estradas ou sobre cercas, até a próxima área.   Segundo Knutson, essas taturanas consomem 80% de todo o alimento que comerão nos últimos três dias de suas vidas como lagartas, que duram 30 dias.

Mais conteúdo sobre:
pragatexastaturanas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.