EFE
EFE

Polícia prende mais 200 ativistas em protesto em Copenhague

Manifestantes se dirigiam a local onde é realizada a COP-15; dos presos ontem, apenas 13 continuavam detidos

Efe,

13 Dezembro 2009 | 13h06

Após liberar 955 dos 968 ativistas presos no sábado, a polícia dinamarquesa deteve de forma preventiva outros cerca de 200 manifestantes, quando eles se dirigiam para perto de Copenhague, onde é realizada a 15ª Conferência do Clima (COP-15). O objetivo do grupo era parar a atividade comercial de grandes corporações poluidoras.

  

Segundo a polícia, 500 pessoas se juntavam na Praça Trianglen para ir em direção ao porto, mas um forte contingente policial parou o grupo cerca de 500 metros depois e fez as prisões, por considerar aquela uma concentração ilegal e para prevenir possíveis incidentes. Os agentes obrigaram as pessoas que estavam em uma van que liderava o protesto a descer e começou com a prisão em massa.

  

VEJA TAMBÉM:
COP-15 traz emergentes à linha de frente
Proposta dos EUA é \'decepcionante\', diz Dilma
\"especial\" Rumo à economia do baixo carbono
\"especial\" Glossário sobre aquecimento global

Os ativistas foram detidos com projeteis, máscaras de gás e "outros objetos de uso ilegal", de acordo com informações da polícia. Os presos serão levados para um centro criado especialmente para os protestos durante o COP-15, que acaba no próximo dia 18.

 

Organizada pelo grupo Climate Collective, a mobilização foi convocada com o lema "Combata a produção". Dos presos ontem, 13 continuavam detidos e outros três foram julgados por agredir policiais. O uso da detenção administrativa preventiva de até doze horas, aplicado principalmente pela polícia dinamarquesa estes dias, atraiu críticas de diversas organizações por seu zelo excessivo.

 

Polícia separou os manifestantes em grupos menores e efetuou as prisões preventivas. Foto: EFE

Mais conteúdo sobre:
Copenhague COP-15 Dinamarca clima

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.