Polícia Federal desarticula tráfico de animais no Sul

Cerca de 600 animais foram apreendidos na operação Pampa Verde

Elder Ogliari,

16 Outubro 2012 | 17h08

PORTO ALEGRE - A Polícia Federal cumpriu oito mandados de prisão preventiva contra participantes de uma organização especializada no tráfico de animais silvestres nesta terça-feira, durante uma operação denominada Pampa Verde.

As investigações começaram há seis meses e mostraram que uma família uruguaia e um casal gaúcho, todos residentes em Porto Alegre, comandavam o esquema, que envolvia catadores de animais espalhados pelo Rio Grande do Sul, um cativeiro de aves em Montevidéu e transportadores. Pássaros de diversas espécies e tartarugas-tigre-d'água eram levados em veículos comuns para entrega no Sul do País, no interior de São Paulo, no Uruguai e Argentina.

Durante a investigação e na operação desta quarta-feira foram apreendidos cerca de 600 animais. As prisões foram efetuadas em Porto Alegre, Alvorada, Barão e Dom Pedrito, todos no Rio Grande do Sul, e Piracicaba, em São Paulo.

Mais conteúdo sobre:
tráfico de animais Pampa Verde

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.