Reprodução
Reprodução

Polícia identifica propriedade onde onças-pintadas foram abatidas

Ainda de acordo com a investigação, o abate foi cometido por três pessoas, que estão foragidas; vídeo do abate circulou na internet

Fátima Lessa, especial para, O Estado de S.Paulo

14 de novembro de 2019 | 13h56

CUIABÁ - A Polícia Civil de Mato Grosso já localizou a propriedade onde três onças-pintadas, a mãe e dois filhotes, foram abatidas. De acordo com delegado Valmon Pereira da Silva, a propriedade é de difícil acesso e fica a aproximadamente 150 km da região central de Cocalinho, que fica a 850 km da capital, Cuiabá. Ainda de acordo com a investigação, o crime teria sido cometido por três pessoas, que estão foragidas. Na fazenda, ainda foi localizada a caminhonete que aparece em um vídeo que circula nas redes sociais mostrando os animais mortos.


“Os três suspeitos envolvidos na morte e na divulgação das imagens dos animais fugiram. Porém, o dono da fazenda já foi identificado e será ouvido”, disse o delegado. Ainda de acordo com a polícia, o abate das onças teria acontecido há pelo menos cinco dias. Os suspeitos pelo abate das três onças responderão por crime amabiental contra a fauna, que prevê pena de seis meses a um ano e multa.

A pessoa que filmou, uma mulher, parabeniza um dos suspeitos de ter matado os animais. Ela também deve responder por crime de divulgação das imagens dos animais. No vídeo, o homem é chamado pelo apelido de “Carrapicho”. Ele conta que os três animais estavam em uma árvore e que chegou a sentir “medo”.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Cocalinho [MT]onçacaça de animais

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.