CORPO DE BOMBEIROS
CORPO DE BOMBEIROS

Polícia Ambiental apreende aves raras e gato-do-mato em cativeiros

O proprietário da chácara não tinha autorização do Ibama para manter ou criar os animais, que estavam presos em gaiolas

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

05 Dezembro 2016 | 20h58

SOROCABA - Um gato-do-mato, felino ameaçado de extinção, foi apreendido em uma criação clandestina instalada em uma chácara, na tarde desta segunda-feira, 5, em Mairinque, interior de São Paulo. Foram apreendidos ainda no local dois tucanos e outras sete aves da fauna silvestre, algumas também criticamente ameaçadas. O proprietário da chácara não tinha autorização do Ibama para manter ou criar os animais, que estavam presos em gaiolas. Ele foi autuado e vai responder a processo por crime ambiental.

Também será investigada eventual ligação com o tráfico de animais silvestres. O gato-do-mato, felino semelhante à jaguatirica e à onça-pintada, mas de menor porte, vive em remanescentes de Cerrado e Mata Atlântica, mas é vítima da fragmentação desses biomas. Sua população no Brasil é estimada entre 1.870 e 10.010 indivíduos, mas está em forte declínio. O criador alegou que tratava o felino desde filhote. O animal e as aves foram levados para a sede da Polícia Ambiental de Sorocaba.

Em outra operação, neste domingo, 4, policiais ambientais apreenderam 77 pássaros da fauna silvestre num cativeiro, em Santo Expedito, oeste paulista. Entre as aves, foram contabilizados 29 bigodinhos papa-capim, 11 canários-da-terra, oito trinca-ferros, cinco sabiás, quatro tiês-sangue, uma patativa e um papagaio-verdadeiro, além de dois raros galos-de-campina e um pintassilgo-da-cabeça-preta. Os pássaros estavam bem cuidados. O criador foi multado em R$ 48,9 mil. As aves foram levadas para a Associação Protetora dos Animais Silvestres de Assis.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.