Planalto negocia, mas rejeita emenda de APPs

Executivo mantém ameaça de veto a itens do Código Florestal

Agência Câmara

23 Maio 2011 | 16h04

A liderança do governo na Câmara vai manter as negociações para buscar um consenso sobre o novo Código Florestal até o início da votação, prevista para esta terça-feira.

 

Após o anúncio de acordo para votação do texto do relator, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), na semana passada, o governo recuou e disse que não aceitará a emenda do PMDB que autoriza a continuidade das atividades em Áreas de Preservação Permanente (APPs) de beiras de rios, sob a alegação de não ter participado diretamente das negociações.

 

Veja também:

linkRelator negocia Código florestal para votação ainda nesta 4ª

linkVotação do código gera impasse na Câmara esta semana  

lista  Leia texto do código na íntegra

linkSaiba mais: a polêmica atualização do código

 

De acordo com a liderança na Câmara, o governo tem consciência de que terá dificuldades para aprovar o texto de sua preferência. Por isso, o Executivo já teria afirmado que, caso seja acolhida a proposta dos ruralistas, poderá vetar partes do texto.

 

Para adiantar a discussão,  a liderança do governo cancelou o tradicional almoço da base aliada às terças-feiras. Os líderes vão se reunir às 10 horas na Câmara para acertar os detalhes da estratégia para votação da matéria.

Mais conteúdo sobre:
código florestal

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.