PF prende 10 pessoas por desmatamento irregular no MT

A corporação fiscalizou propriedades rurais e regiões dentro do Parque Nacional do Xingu

SOLANGE SPIGLIATTI, Agência Estado

08 Maio 2009 | 12h16

Dez pessoas foram presas ontem durante a Operação Arco de Fogo, da Polícia Federal (PF), que teve o objetivo de fiscalizar áreas de desmatamento irregular identificadas por satélite em Feliz Natal, no Mato Grosso. A corporação fiscalizou propriedades rurais e regiões dentro do Parque Nacional do Xingu. Os agentes encontraram uma área devastada dentro de uma fazenda com grande quantidade de madeira cortada.

Não havia autorização para o desmatamento na área nem documentos que autorizariam o transporte da madeira. No local foram encontrados um trator, um caminhão carregado com toras e mais três que estavam sendo preparados para receber o carregamento. Cinco caminhoneiros e dois operadores de motosserra foram presos. Um dos responsáveis pela atividade está foragido. Ainda durante a fiscalização, mais três homens armados foram presos em uma estrada. Eles se assustaram com a presença das viaturas e tentaram fugir abandonando o carro e as armas.

Com os presos foram encontrados três revolveres calibre 38 e uma espingarda calibre 20. Nenhuma das armas possuía qualquer documento, sendo que um dos revolveres estava com a numeração raspada. A polícia trabalha com a possibilidade de que os três homens sejam pistoleiros. Existe ainda a suspeita de que algum "trabalho" seria realizado em breve.

Mais conteúdo sobre:
ambiente desmatamento Arco de Fogo PF MT

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.