PF investiga fraude envolvendo peixe chinês em SC

Empresas são acusadas de embalar pescado de baixo valor como espécies nobres, cujos preços de mercado são mais altos

Nivaldo Souza, O Estado de S. Paulo

10 Abril 2014 | 19h37

BRASÍLIA - A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira, 10, a Operação Poseidon nas cidades catarinenses de Itajaí, Itapema e Navegantes para investigar irregularidades de empresas de pescado na região. A operação, realizada com apoio do Ministério da Agricultura, recolheu produtos de sete empresas, todas

acusadas de embalar peixes de baixo valor como espécies nobres, cujos preços de mercado são mais altos.

A PF vai recolher material dessas empresas para realizar análise de DNA em laboratório de Brasília. A investigação vem sendo conduzida desde julho de 2013.

Segundo o Ministério da Agricultura, a fraude avançou no País desde que houve aumento nas importações de pescado da China e do Vietnã. "Pessoas inescrupulosas reembalam e rotulam estes pescados com nomes de peixes que são tradicionalmente conhecidos e bem aceitos pela população brasileira", disse em nota o chefe da Divisão de Inspeção de Pescado do ministério, Sidney Liberati.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.