Petrobrás alega que informou Ibama sobre contaminação de córrego

Instituto ambiental multou petrolífera em R$ 10 milhões pela não comunicação da ocorrência

Agência Estado,

01 de março de 2011 | 04h22

SÃO PAULO - A Petrobrás afirmou há pouco, por meio de sua assessoria de imprensa, que o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) "tomou ciência imediatamente" do acidente que resultou na contaminação do córrego Pau D'Alho, que corta o Parque Estadual da Serra do Mar, em Caraguatatuba, litoral norte de São Paulo.

Entretanto, o Ibama multou a Petrobrás em R$ 10 milhões pela não comunicação da ocorrência. De acordo com o órgão ambiental, a Petrobrás deixou vazar óleo, sedimentos de rocha e terra durante as obras de escavação para construção do gasoduto, que transportará o gás do pré-sal para a cidade de Taubaté, no Vale do Paraíba. A multa pelo vazamento é de R$ 25 mil.

O acidente aconteceu em novembro passado, mas a multa foi aplicada na última sexta-feira. A Petrobrás vai recorrer das multas.

 

Veja também:

linkPetrobrás é multada por acidente na Serra do Mar

Tudo o que sabemos sobre:
petrobrasibamacontaminaçãocórrego

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.