Agência Fotosite/Divulgação
Agência Fotosite/Divulgação

Pele de peixe e projeto social na moda praia da SPFW

Pela grife de maiôs e biquínis Movimento, estilista Tininha da Fonte fez trabalho social com mulheres em Pernambuco

Alice Lobo*,

14 Junho 2010 | 11h43

A Movimento trouxe para passarela uma coleção inspirada na África, ou melhor, nas imagens que o fotógrafo americano Peter Beard clicou neste continente. Cores e estampas, além de outra referências tribais, marcaram presença.

 

Mas entre as peças, um trabalho social e ecológico feito aqui no Brasil, mais precisamente em Recife. Tininha da Fonte foi escolhida junto com Walter Rodrigues e Ronaldo Fraga para encabeçar o projeto Pernambuco com Design.

 

Como faz moda-praia, ela ficou responsável por fazer um trabalho com alguma comunidade à beira-mar. Foram seis meses com as mulheres de pescadores de uma colônia entre a praia de Boa Viagem e o centro de Recife. Tininha lhes ensinou como fazer biquínis e maiôs.

 

Além disso, comprou a pele de peixe que estas mulheres vendem, resto do que os seus maridos pescam para alimentação. “Pescada e tilápia são peixes que não estão ameaçados e podem ser pescados sem restrição”, diz Tininha.

 

É uma forma de aproveitar totalmente o peixe. Não só a carne dele, mas também o couro. A peça favorita da estilista é o maiô marrom que tem efeito de lascas de madeira.

 

* Alice Lobo é jornalista e escreve no blog Verdinho Básico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.