Parque suspenso de Nova York inaugura área e dobra de tamanho

Instalado em uma ferrovia suspensa em cima do Meatpacking District, área é exemplo de urbanismo sustentável

Viagem

14 Junho 2011 | 12h29

Um extenso gramado, espreguiçadeiras para quem quiser curtir o sol do verão e pronto. Está concluída – e inaugurada – a segunda parte do High Line, o parque suspenso criado em Nova York em 2009 e que, rapidamente, entrou para a lista de atrações turísticas concorridas.

 

A ampliação dobrou a área do parque, que foi instalado em uma ferrovia suspensa em cima do Meatpacking District. A estrada foi construída na década de 1930 e hoje é considerada patrimônio arquitetônico. A enorme área verde, agora, liga os bairros de West Chelsea e Hidtown West – começa na Gansevoort Street e segue ao longo de 19 quadras, ou mais de um quilômetro e meio. Tudo isso sem nenhum sinal de carros ou bicicletas pelo caminho. A área é exclusiva dos pedestres.

 

Dos detalhes arquitetônicos à intensa atividade ao ar livre que hoje se observa no local, o High Line merece atenção por vários motivos. Feita de madeira, metal e vidro, uma escadaria-mirante permite vista impressionante do vaivém de carros e pessoas lá embaixo. Canteiros com plantas naturais que cresciam na linha férrea abandonada acompanham todo o trajeto do pedestre pelo parque. E os túneis que passam entre os prédios foram transformados em galerias de arte, onde artesãos e pintores expõem e vendem seus trabalhos.

Graças ao parque, a região também passou por uma revitalização. Hotéis, galerias de arte, lojas e restaurantes abriram as portas por ali. Um investimento urbano que beira os US$ 2 bilhões, segundo os cálculos oficiais.

 

Festa. A ampliação e a chegada do verão serão celebradas no High Line com uma programação comemorativa. Gastronomia, arte e música vão ocupar o espaço durante a estação – com muitos eventos gratuitos. Confira a agenda completa em thehighline.org.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.