Dida Sampaio/ Estadão
Dida Sampaio/ Estadão

Pantanal em chamas: saiba como ajudar no combate a incêndios

ONGs da causa ambiental e animal aceitam doações, materiais e trabalho voluntário; confira as principais instituições que estão na linha de frente

Marina Aragão, O Estado de S.Paulo

18 de setembro de 2020 | 08h21

Os dados mostram que este ano caminha para ser o mais devastador em relação a registros de incêndios florestais e danos causados, superando os índices do ano passado. No Pantanal, que arde em chamas, os primeiros dez dias de setembro contabilizaram 2.550 focos de queimadas, 88% do volume registrado durante todo o mês de 2019, de acordo com Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Em meio a uma das maiores tragédias já registradas no bioma, a solidariedade e o trabalho voluntário tentam remediar as consequências do fogo. 

Saiba como ser voluntário ou fazer doações para ONGs que estão na linha de frente de combate aos incêndios e de suporte aos animais atingidos.

ONG AMPARA ANIMAL E A AMPARA SILVESTRE

Lançada pela ONG Ampara Animal e Ampara Silvestre, a campanha “Pantanal em chamas” reúne médicos veterinários e voluntários para o trabalho de resgate, deslocamento de água, alimentos e animais para tratamentos e cirurgias. A ação já conta com o apoio de mais de 26 mil colaboradores nas doações em dinheiro. Quem quiser contribuir com o financiamento coletivo da ONG pode realizar doações pelo site Vooa. O valor mínimo é de R$ 25 para pagamentos em boleto bancário ou cartão de crédito e R$ 40 pelo Paypal.

FUNDAÇÃO ECOTRÓPICA

Trabalhando há 31 anos com a preservação da natureza no Pantanal mato-grossense, a Fundação Ecotrópica atualmente se empenha para conter os incêndios na região e resgatar animais feridos e afetados pelo fogo. A ONG está aceitando qualquer tipo de doação. As necessidades vão desde comida, combustível, máscaras, luvas, perneira, botinas, camisetas, soro fisiológico, até medicamentos, gaze, pomadas de queimadura, rifocina, repelente e demais itens farmacêuticos e de uso pessoal. Qualquer quantia pode ser doada de três maneiras:

  • crowdfunding na plataforma Vakinha;
  • transferência/depósito em conta bancária (Banco Santander, Agência 4604, conta corrente 130026370 para Ecotrópica Fundação de Apoio À Vida nos Trópicos, CNPJ 32.983.785/0001-56);
  • doação in loco: Rua 03, n° 391, Boa Esperança, CEP 78.068-375, Cuiabá/MT.

SOS PANTANAL

A SOS Pantanal administra os recursos arrecadados para cobrir custos de logística e operação de brigadistas voluntários e instituições que estão na linha de frente. Aqueles que contribuem, apoiam ações que visam a sustentabilidade social, ambiental e econômica da Bacia do Alto Paraguai, que abriga o Pantanal. As doações podem ser feitas via PagSeguro e PayPal.

PANTANAL RELIEF FUND

É um Fundo de Emergência para o Pantanal criado, este ano, por duas biólogas que trabalham no Pantanal há muitos anos – April Kelly, da Climb for Conservation, e Abbie Martin, do Jaguar Identification Project (Projeto de Identificação de Onças-pintadas) -, em parceria com a ONG Panthera, para combater a covid-19 e os incêndios florestais na região. As doações são feitas em dólar, a partir de US$ 25, na plataforma GoFundMe.

INSTITUTO ACAIA

O Acaia Pantanal está presente no dia a dia da população ribeirinha, atuando junto às famílias e atores locais, conjugando educação e proteção social como meios de assegurar o desenvolvimento integral dos moradores da beira do rio e contribuir para o desenvolvimento socioambiental da região. Veja como ajudar clicando aqui. A organização pede que toda doação seja informada pelo e-mail financeiro@acaia.org.br.

INSTITUTO ARARA AZUL

A campanha “Adote um Ninho” visa apoiar as ações do projeto Arara Azul no Pantanal, por meio das pesquisas e do monitoramento de ninhos naturais e artificiais. O apadrinhamento desses ninhos, através da adoção, visa a manutenção da biodiversidade do Pantanal: tanto as araras-azuis como várias outras espécies de animais que ocupam os mesmos locais. A organização aceita doações em qualquer quantia e também materiais e equipamentos como laptops, câmeras, cartões de memória, binóculos, GPS. Clique aqui para contribuir.

ECOA – ECOLOGIA E AÇÃO

A instituição ECOA trabalha diretamente no território do bioma do Pantanal. A ONG existe desde 1989 e visa promover ações para preservar o meio ambiente, associando investigação científica e ação política no sentido amplo do termo, envolvendo comunidades, instituições de ensino e pesquisa, instituições governamentais e outras organizações não governamentais. A ajuda pode ser de qualquer valor. Veja aqui como doar.

COMITIVA ESPERANÇA

A Comitiva Esperança leva alimentos, produtos de higiene e informação às comunidades carentes do Pantanal e do Cerrado de Mato Grosso do Sul. As doações podem ser feitas em qualquer valor ou em quantias respectivas ao preço de cestas básicas. Clique aqui para ajudar.

INSTITUTO HOMEM PANTANEIRO

A missão do Instituto Homem Pantaneiro é “preservar e conservar o Pantanal e sua história pelo fomento à geração de conhecimento para o desenvolvimento e a replicação de tecnologias ambientais inovadoras e exemplares”. O recurso vindo das doações é usado para manter o maior número de brigadistas no campo, custeando deslocamento, transporte, alimentação e hospedagem. É possível ajudar doando dinheiro, materiais ou ser voluntário em alguma atividade desenvolvida. Clique aqui e veja como.

INSTITUTO ONÇAFARI

O Onçafari Forests tem como meta preservar áreas de interesse ecológico. Propriedades com áreas de mata nativa ou em regeneração são doadas por filantropos à associação, que passa a protegê-las, garantindo abrigo e passagem para a fauna silvestre. O instituto também cria novas unidades de conservação, tanto privadas, quanto públicas, fornecendo estudos técnicos que as viabilizem e engajando todos os envolvidos e interessados no processo. As doações podem ser feitas em qualquer valor.

ICAS – INSTITUTO DE CONSERVAÇÃO DE ANIMAIS SILVESTRES

O Instituto de Conservação de Animais Silvestres oferece auxílio, desenvolve oficinas para moradores e material didático para crianças com o objetivo de estimular a preservação da fauna. O principal programa é voltado para a preservação do tatu-canastra e do tamanduá-bandeira, espécies também presentes na região do Pantanal. Saiba como doar aqui em qualquer valor na seção "Doe/Donate".

WWF BRASIL

O WWF trabalha para proteger espécies ameaçadas de extinção, conservar grandes áreas ambientais, impactar positivamente a vida das pessoas que vivem nelas. O Pantanal está entre as regiões de atuação da organização. Pensando em minimizar a situação de despreparo e desamparo das comunidades em relação ao fogo que assola o Pantanal, o WWF-Brasil realiza a entrega de equipamentos e uniformes para as brigadas de combate comunitárias da região, que também recebem treinamentos do Prevfogo/Ibama, e fornece apoio imediato no combate a incêndios e desmatamento. Saiba como fazer a sua parte clicando aqui.

WCS BRASIL

O braço brasileiro da WCS desenvolve um programa específico para o bioma do Pantanal. O instituto tem a missão de preservar e promover pesquisas científicas sobre a fauna e flora do bioma. As doações são feitas em dólar, a partir de US$ 5.

GRUPO DE RESGATE DE ANIMAIS EM DESASTRES

Uma equipe de voluntários trabalha nos resgates de fauna no Pantanal. Doações e trabalho voluntário ajudam nas ações de resgate e cuidados dos animais, bem como para manutenção da equipe de campo. Clique aqui para doar qualquer valor.

Projetos Bichos do Pantanal

Projeto Bichos do Pantanal, realizado pelo Instituto Sustentar, tem o objetivo de levantar fundos para resgatar, tratar e salvar a vida dos animais acometidos pelos incêndios. Além da comida, ainda são necessários recursos para aquisição de cochos e bacias para disponibilização de água aos animais que não conseguem se hidratar nos rios afetados com a seca e cinzas dos incêndios, além de medicamentos para trato veterinário, construção de recinto para recebimento e tratamento de animais resgatados. Qualquer pessoa pode participar fazendo uma doação, sem valor mínimo. Clique aqui.

Especial Pantanal

O Estadão está em Poconé (MT) desde quinta-feira, 10, e vem acompanhando de perto a destruição causada pelo fogo no Pantanal. Os incêndios queimam áreas de mata e castigam animais e também produtores e a população, como mostram o repórter Vinicius Valfré e o fotógrafo Dida Sampaio. Essa é a maior série de queimadas na região nas últimas duas décadas, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). 

As labaredas atingiram dois milhões de hectares, uma área equivalente a dez vezes os territórios dos municípios de São Paulo e Rio de Janeiro juntos, segundo o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). A equipe do Estadão acompanhou o trabalho de resgate de animais e vem ouvindo relatos de pessoas afetadas pelo fogo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.