Pandas sobrevivem a terremoto na China

Os filhotes do grupo de 86 pandas da reserva de Wolong foram recolhidos e levados a local seguro

Efe

13 de maio de 2008 | 15h50

A reserva natural de Wolong, centro de criação de 86 ursos panda, fica a 30 quilômetros do epicentro do terremoto de segunda-feira, 12, mas todos os animais estão "seguros e bem" e sobreviveram ao terremoto, informou nesta terça-feira, 13, a Administração Estatal de Florestas chinesa, através da agência Xinhua. Os filhotes do grupo de pandas foram recolhidos e levados a um local seguro, disseram à citada Administração responsáveis da reserva natural, que durante mais de um dia ficou incomunicável devido ao terremoto. Antes, se informou que os cerca de 60 pandas que estão em outras reservas atingidas pelo terremoto, em Chengdu (capital da província de Sichuan) e Xian (capital de Shaanxi), também não sofreram danos. Não se sabe, no entanto, a situação de mais de 1.590 ursos pandas que vivem em liberdade nas florestas de montanha das províncias de Sichuan, Shaanxi e Gansu, habita deste animal em perigo de extinção.

Tudo o que sabemos sobre:
pandasChinaterremoto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.