Pandas são treinados por cachorros da polícia chinesa

Por não saberem se defender, especialistas temem pela segurança dos animais

Efe,

21 de dezembro de 2007 | 14h59

Cachorros da polícia chinesa estão ajudando especialistas a treinar quatro pandas - dois machos e duas fêmeas - que foram criados em cativeiro, mas que poderão ser libertados em poucos meses, informou o Diário de Chengdu nesta sexta-feira, 21.   A medida visa aprimorar a técnica de defesa dos ursos, para que eles não tenham o mesmo destino que Xiang Xiang, o primeiro panda criado em cativeiro que foi devolvido ao meio selvagem e que morreu, um ano após ser libertado, em uma luta com outros da mesma espécie.   Dos quatro candidatos, apenas dois serão soltos. Os animais vivem no Centro de Pesquisa de Pandas Gigantes de Wolong, na província de Sichuan (sudoeste), principal habitat desta espécie.   Após a morte de Xiang Xiang, os especialistas chineses anunciaram que os favoritos nos programas de libertação dos pandas seriam as fêmeas, mais resistentes.   Esta é uma das espécies em maior risco de extinção, e, atualmente, apenas 1.600 pandas vivem em liberdade nas montanhas de Sichuan e nas províncias de Shaanxi e Gansu.

Tudo o que sabemos sobre:
Pandacativeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.