Yoan Valat/EFE
Yoan Valat/EFE

Países em desenvolvimento retomam as negociações

Hedegaard promete priorizar a discussão de metas dos ricos e G-77 volta para a plenária

AFP

14 Dezembro 2009 | 13h23

Os países africanos, que hoje pela manhã se retiraram das negociações em vários grupos de trabalho em Copenhague, voltaram a assistir às sessões da tarde, após obter respostas às suas demandas.

 

Apoiados por outros países em desenvolvimento, os países da África haviam suspendido a sua participação na parte da manhã, paralisando as negociações da COP-15.

 

Eles protestaram alegando que os países ricos estão ignorando o Protocolo de Kyoto, o único instrumento internacional existente para combater o aquecimento global, que impõe obrigações aos países industrializados, enquanto protege os países em desenvolvimento.

 

A sessão plenária foi retomada depois que os delegados foram assegurados pela presidente da conferência, Connie Hedegaard, de que parte da negociação seria dedicada exclusivamente ao Protocolo de Kyoto, declarou à AFP um Negociador europeu.

 

"Nos prometeram que haverá duas decisões no acordo final: uma no âmbito do Protocolo de Kyoto e outra no âmbito da Convenção da ONU sobre mudança climática" disse à AFP o delegado do Gabão, Etienne Massard Makga.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.