'Oração do guerreiro da selva' acompanha missões dos soldados pela floresta

Esse canto de guerra é entoado por todos os soldados e está afixado na entrada de todos os pelotões da Amazônia.   Senhor, Tu que ordenaste ao guerreiro da selva: "Sobrepujai todos os vossos oponentes!" Dai-nos hoje da floresta: A sobriedade para persistir, A paciência para emboscar, A perseverança para sobreviver, A astúcia para dissimular, A fé para resistir e vencer, E dai-nos também Senhor, A esperança e a certeza do retorno. Mas, se defendendo esta brasileira Amazônia, Tivermos que perecer, ó Deus! Que o façamos com dignidade E mereçamos a vitória! SELVA!

O Estado de S. Paulo

13 Dezembro 2008 | 22h11

Mais conteúdo sobre:
amazonia mapeamento cartografia

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.