ONU teme fracasso de negociações sobre mudança climática

Para o secretário Yvo de Boer, ritmo lento e entraves ameaçam conversas sobre o efeito estufa

Eric Brücher Camara, BBC

13 de dezembro de 2007 | 09h25

O secretário executivo da Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática, Yvo de Boer, afirmou nesta quinta-feira, em Bali, que as negociações para um novo acordo sobre o aquecimento global podem ser um fracasso. "Estou muito preocupado com o ritmo lento das negociações", disse Boer durante uma entrevista coletiva. "Se não decidirmos algo sobre o futuro, tudo vai desmoronar como um castelo de cartas." Segundo ele, entre o principal entrave para o estabelecimento de um novo acordo sobre a mudança climática está a proposta de redução das taxas de emissões de carbono de países desenvolvidos entre 25% e 40%. Os Estados Unidos, único país desenvolvido que não assinou o protocolo de Kyoto, se recusam a aceitar o documento que prevê um corte de emissões de carbono. Segundo um conselheiro do governo norte-americano, James Connaughton, a meta "tecnicamente não pode ser cumprida". Já a União Européia, que determina cortes obrigatórios, quer que os países desenvolvidos sigam o exemplo do bloco. "É uma situação de tudo ou nada", afirma Boer. A Conferência das Nações Unidas sobre a Mudança Climática termina nesta sexta-feira. O secretário executivo da Conferência pediu aos representantes dos quase 200 países que participam do encontro para chegarem a um consenso até o meio dia de amanhã.   BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
balionumudança climáticaclimaco2

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.