ONU quer painel para cobrar fundos para o clima

Secretário-geral das Nações Unidas vai formar grupo para cobrar promessas feitas em Copenhague.

BBC Brasil, BBC

12 Fevereiro 2010 | 16h42

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, afirmou nesta sexta-feira que vai criar um painel para cobrar os fundos para combate às mudanças climáticas prometidos por diversos países na reunião da ONU em Copenhague, em dezembro.

No encontro sobre mudança climática na Dinamarca, discutiu-se a criação de um fundo de US$ 100 bilhões até 2020 para financiar o combate ao problema nos países "mais vulneráveis" do planeta.

O grupo idealizado por Ban será formado por países desenvolvidos e em desenvolvimento e deve ser liderado pelo primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, e seu colega da Etiópia, Meles Zenawi, para "desenvolver propostas práticas para aumentar significativamente o financiamento para estratégias de mitigação e adaptação nos países em desenvolvimento".

"Verbas para adaptação e mitigação e transferência de tecnologia são de importância central para os países em desenvolvimento em geral e os pobres e vulneráveis em particular", afirmou Zenawi.

O grupo deve ainda reunir outros chefes de Estado e governo, além de ministros, diretores de bancos e instituições que trabalham com desenvolvimento.

O secretário-geral da ONU afirmou que espera que o painel entregue já na reunião sobre meio ambiente marcada para maio um relatório preliminar de suas atividades.

O primeiro-ministro etíope disse ainda que as promessas feitas em Copenhague ficaram abaixo do esperado.

"Dessa vez, as promessas precisam ser mantidas, porque a alternativa é uma administração irresponsável do clima, seguida por consequências catastróficas", disse.

A próxima reunião geral das Nações Unidas sobre mudanças climáticas, está marcada para Cancun, em dezembro.

A reunião de Copenhague terminou em dezembro sem um consenso, mas com um documento apoiado pela maioria dos 194 países que participaram do encontro.

O chamado "Acordo de Copenhague" prevê o limite do aumento da temperatura global a 2ºC, além do fundo de financiamento para países vulneráveis.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.