ONU diz que negociação sobre clima não cumprirá prazo de Kyoto

Acordo determinava que um novo tratado deveria ser assinado até o fim de 2012 para suceder ao Protocolo de Kyoto

Reuters

06 Junho 2011 | 12h17

BONN, Alemanha - As negociações da ONU para o clima não dispõem de tempo suficiente para cumprir o prazo de estabelecer até o fim de 2012 um acordo que possa suceder ao Protocolo de Kyoto, disse a principal autoridade para o meio ambiente da organização nesta segunda-feira, 6.

 

Veja também:

especial Glossário sobre aquecimento global

especial O mundo mais quente

 

Para se chegar a um acordo sobre novas metas de redução de gases causadores do efeito estufa com a mesma força do Protocolo de Kyoto, os países teriam de ratificá-lo em seus Parlamentos, afirmou a diretora do secretariado do clima da ONU, Christiana Figueres.

 

Isso agora é considerado impossível, uma vez que um acordo teria de ser alcançado no máximo até o fim deste ano, na conferência de Durban, na África do Sul. Mesmo esse cronograma é amplamente considerado improvável, disse Figueres.

 

"Mesmo que eles pudessem chegar a um acordo sobre um texto legal para um segundo período de compromisso (de Kyoto), isso iria requerer uma emenda ao Protocolo de Kyoto, requerer ratificações pelos Legislativos em três quartos dos participantes. Portanto, nós consideramos que não há tempo para fazer isso entre Durban e o fim de 2012", afirmou ela a repórteres.

 

"Os países entenderam isso, que eles de fato ficam diante de uma potencial brecha no marco regulatório, e estão envolvidos em conversações construtivas sobre como lidar com isso", disse ela no primeiro dia das conversações sobre o clima que se realizam de 6 a 17 de junho em Bonn, na Alemanha.

Mais conteúdo sobre:
Kyotoaquecimento globalONU

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.