ONGs questionam licitação de ferrovia e porto no sul da Bahia

Construções em região de rica biodiversidade têm sido alvo de controvérsia

Andrea Vialli, O Estado de S. Paulo

24 de agosto de 2010 | 13h29

A Rede Sul da Bahia Sustentável, conjunto de ONGs que atuam na região de Ilhéus (BA), está questionando a licitação das obras da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol), que prevê, entre outros pontos, a construção de um terminal portuário em uma Área de Preservação Permanente (APA).

 

Terminou ontem o prazo para que as empresas interessadas em construir a ferrovia entregassem suas propostas à Valec Engenharia, Construções e Ferrovias S.A. De acordo com a Rede Sul, a licitação deveria ocorrer somente após o licenciamento ambiental do empreendimento, que ainda não ocorreu.

 “Levando-se em consideração o enquadramento da ferrovia como empreendimento que necessita de licenciamento ambiental para sua implantação, o tribunal de Contas da União recomenda que processos de licitação de empreendimentos a serem licenciados ocorram somente após a concessão da licença de instalação. Entretanto, neste caso, a abertura da concorrência realizou-se anteriormente à concessão de licença de instalação da Fiol”, diz a Rede Sul em nota.

 

A construção da ferrovia e de um terminal portuário em Ilhéus têm sido alvo de controvérsia, pois a região abriga rica biodiversidade.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.