Divulgação/Polícia Ambiental
Divulgação/Polícia Ambiental

Onça-parda é pega em galinheiro após matar 41 galinhas no interior de SP

Animal foi levado para exames em um zoológico, mas será solto de volta à natureza

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

07 Junho 2017 | 19h40

SOROCABA - Uma onça-parda foi apreendida pela Polícia Ambiental depois de invadir um galinheiro e matar 41 galinhas, nesta terça-feira, 7, em Duartina, interior de São Paulo. Ela foi levada para exames em um zoológico, mas será solta de volta à natureza. 

O dono das aves, Célio Biaggi, morador de uma chácara na periferia da cidade, deparou-se com o felino quando foi ao local para alimentar as aves. Segundo ele, a onça estava rodeada de galinhas mortas, algumas com a cabeça arrancada.

Assustado, ele pediu ajuda à Polícia Militar. Uma equipe da Polícia Ambiental, com apoio de veterinários do zoológico de Bauru, usou dardos com tranquilizante para capturar a onça. Segundo a polícia, o galinheiro estava fechado e a onça provavelmente estava em busca de comida. 

O felino escalou o teto do galinheiro, mas a cobertura de plástico não resistiu ao seu peso - cerca de 25 quilos. A onça, uma fêmea ainda jovem, atacou as galinhas porque está em fase de desenvolver as técnicas de caça de suas presas. Levada ao zoo, ela passou por exames e será solta em área de mata da região, onde vivem exemplares da mesma espécie.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.