Jason Reed/Reuters
Jason Reed/Reuters

Obama fala sobre possibilidade de 'erro humano' em vazamento de óleo

Presidente dos Estados Unidos faz discurso na Universidade Carnegie Mellon, em Pittsburgh

Efe

02 Junho 2010 | 15h43

WASHINGTON - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, levanta nesta quarta-feira, 2, a possibilidade de que o vazamento de óleo no Golfo do México tenha sido causado por "um erro humano", em discurso na Universidade Carnegie Mellon, em Pittsburgh.

 

A Casa Branca antecipou alguns trechos do discurso e, segundo Washington, Obama afirmará que "a catástrofe no Golfo do México pode ter sido resultado de um erro humano ou de empresas que fizeram escolhas perigosas que colocaram em risco a segurança".

 

No fim de semana passado, o jornal "The New York Times" publicou uma matéria com informações de que a empresa responsável pelo derramamento, a British Petroleum (BP), já causava preocupação sobre a segurança do poço desde o ano passado, em particular sobre a válvula que devia fechar o fluxo de petróleo em caso de acidente, que não funcionou em abril.

 

Para o presidente americano, o vazamento, que já dura mais de seis semanas, aumentou as críticas contra o modo pelo qual o governo administrou o problema.

 

Em seu discurso, Obama dirá que o derramamento evidencia os perigos da perfuração de poços em águas profundas, com "riscos que aumentam à medida que se torna mais difícil a extração" do petróleo.

 

Por causa disso, o discurso do presidente insistirá na importância de o país trabalhar em buscar de energias alternativas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.