AP
AP

Obama estuda participar de encerramento da cúpula do clima

Presidente dos Estados Unidos foi alvo de críticas desde que anunciou que só assistiria à abertura do encontro

Efe,

04 Dezembro 2009 | 17h05

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que vai participar da abertura da Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas em Copenhague, na próxima segunda-feira, pode também assistir ao encerramento da reunião, de acordo com a Casa Branca.

 

Em declarações a jornalistas estrangeiros, o conselheiro de Segurança da Casa Branca, James Jones, disse que "há conversas" para determinar se Obama viaja de novo a Copenhague para o encerramento da reunião, entre 17 e 18 de dezembro, mas, por enquanto, nenhuma decisão foi tomada.

 

Obama foi alvo de críticas desde que anunciou que pretendia assistir apenas à abertura da reunião de Copenhague, e não ao encerramento, quando sua presença pode ser fundamental para a assinatura de um acordo.

 

Veja também:

linkHá sinais animadores de verba em cúpula do clima, afirma ONU

linkAl Gore diz que corte de emissões previsto por Obama é pouco

linkMais de 100 chefes de Estado estarão reunidos em Copenhague

especialO mundo mais quente: mudanças geográficas devido ao aquecimento

especialEntenda as negociações do novo acordo  

 

Mais de 100 chefes de Estado e de Governo confirmaram presença na cúpula. O primeiro-ministro dinamarquês, Lars Loekke Rasmussen, convidou 191 líderes para os dois últimos dias do evento, que procura adotar um acordo que substitua o protocolo de Kioto, que vence em 2012.

 

A proposta dos EUA para a cúpula prevê um redução em suas emissões em 17% em 2020, em comparação com os níveis de 2005. O esforço será progressivo. Em 2025 será reduzido em 30%, em 2030, de 42% e, em 2050, de 83%.

Mais conteúdo sobre:
Obama Copenhague cupula ONU clima

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.